mais sobre mim

cuscar no ninho

 

Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Crónicas frescas

2anos….

Manteiga

Coisas más e coisas boas

Feliz 2014

Feliz Natal

Feliz Natal

Dezanove mesinhos

Afinal há manhãs assim c...

Fomos a praia os três...

Gonçalo e a "cobertura de...

Gonçalo e a Otite

Batata versus Body

Voltámos à nossa Praia

Notícias

O puto já anda

8 anos o número do Infini...

Um ano de ti Gonçalinho

FELIZ NATAL

Babá valente

Dez meses de ti Gonçalo.

Saídas da Bá

O lanche do Gonçalo

O 1º lanche que a mana d...

É oficial a Bá já está no...

Dicionário de Bárbara

Já fiz 5 meses.

Indginção em dfesa da ama...

Nasceu uma mãe I

Nasceu uma mãe II

Coisas da Bá

Cronicas Antigas

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

tags

adeus

agradecimento

ajuda

alimentação

almoço atribulado

amiga

amigos

amizade

amor

amor de mãe

amor maternal filha

aniversário

aniversário da bárbara

aniversário do cr´´onicas

aniversário do crónicasde uma mãe atrapa

anjos

apego

aprender

apressada

arrumações

avó

bá escola

bá sementes

baba

babyblog

banho

bárbara

barbara

bárbara.

batata

bbá

bdnotícias de bárbara

bebé

bebé quer falam precocemente

bebés

beijos

birra

birras

blogontro

blogontro cancelado.

boas festas

bola de pêlo

bolo de bolacha receitas fáceis

bondade

bonita

brincadeias avós lenga-lenga

brincadeira

brinquedos

cadeia alimentar

cadeirinhas

campanha. mãe

carinho

carnaval

carro

carros

carta

chacina

chica esperta

cibernética

cinema

cinoc sentidos anjos de prata

cinto

ciúmes

clube mammy

concurso

conversas engraçadas

coração de ouro.

criança

crianças

darfur

desenho

dia do pai

divertido

festa

filha

filhos

flores

golfinhos

histórias

jardim

linda

mãe

magia

mamã

menina crescida

natal

notícias da bá

operação

parabéns

patinho

polícia

praia

prémio

regresso

sapo

selo

talento

vaca

varicela

todas as tags

A mamã gansa gostou

A minha experiência de am...

Fomos à praia

E quando os filhos de Cro...

FRAUDE CIBERNÉTICA É CRIM...

Sabor a azul do Céu...

O Ursinho Gummy

A mamã Natal perdeu as ca...

Um Domingo especial

Parabéns filha

Para a minha Barbarita pe...

Mminhos para o Ninho

1º Lugar Babyblogs

Mamã Gansa

Cria o teu cartão de visita

Voaram sobre o o ninho da Mamã Gansa

Andamos por aqui...

O Nosso selo e os de voos amigos

Crónicas de uma Mãe Atrapalhada

O Selo do nosso Ninho e voos amigos

Crónicas de uma Mãe Atrapalhada

blogs SAPO

subscrever feeds

"Vais ter que aprender a viver com dois pequenos problemas" Bárbara

Carta ao Pai NatalCarta ao Pai Natal de Bárbara Duarte

Lilypie Kids Birthday tickers Daisypath Happy Birthday tickers Lilypie Third Birthday tickers Lilypie Breastfeeding tickers
Sábado, 29 de Novembro de 2008

Cinco valores que gostaria de transmitir à minha filha:

 

Lançaram-me este desafio já há algum tempo, como sou uma desnaturadajá não me lembro quem foi. desculpem! Mas aqui está a resposta ao desafio.Quero dizer que pretendo transmitir muito mais valores mas o desafio consistia em cinco que consideremos importantes.

 

 

Lealdade: que seja sempre leal para aqueles que rodeiam, e a amam, mas acima de tudo leal a si própria, aos seus ideais.

 

Honestidade: apesar de num mundo cão parecer que a desonestidade tem mais valor, tudo o que se consegue honestamente tem o dobro do valor e o dobro do sabor.

 

Solidariedade -Que saiba estar presente na vida daqueles que precisam de uma mão amiga, de um gesto solidário,que saiba partilhar.

 

Civismo- Que saiba respeitar o mundo e a sociedade em que vive

 

 

 

Amizade- que tenha muitos amigos não importa raça credo ou nação, que nunca pare de fazer amigos novos, que nunca esqueça os amigos antigos. Que saiba cultivar e regar as suas amizades para que floresçam sempre na sua vida leais  e sinceras.

crónica da Mamã Gansa às 09:41
link do post | Diga à Mamã Gansa | o que disseram à mamã (2) | Ena pá isto é muito giro
 O que é? |  O que é?
Domingo, 23 de Novembro de 2008

As orelhas do carro!

 

 

 

Aqui há dias deixei o pai da Bá ficou furibundo porque raspei com o retrovisor  do carro ao sair da garagem. Sexta- feira ia voltando a acontecer o mesmo.A Bá pergunta qualquer coisa e eu respondo:

- Espera, que a mamã agora não te pode responder.Tem de ter cuidado senão o papá

zanga-se com a mãe se voltar a raspar com o carro.

 

-O que foi mãe, voltaste a fazer dói dói nas orelhas do carro?

 

 

Agora cada vez que o olho para os retrovisores vejo duas orelhas.

 

 

sinto-me:
crónica da Mamã Gansa às 20:19
link do post | Diga à Mamã Gansa | o que disseram à mamã (4) | Ena pá isto é muito giro
 O que é? |  O que é?
Sexta-feira, 21 de Novembro de 2008

Ser mãe pela primeira vez depois dos trinta…

 

Ser mãe pela primeira vez depois dos trinta…

 

 

Sempre foi meu sonho, ser mãe. Fui mãe pela primeira vez aos 36 anos. Não escolhi  ser mãe tão tarde. A vida dá muitas voltas e depois de uma relação longa e com as minhas expectativas de vida já trocadas, ser mãe tinha-se tornado um sonho adiado. Quando conheci o pai da Bárbara tive a maior desilusão da minha vida: o homem que eu escolhera para estar ao meu lado e tinha tudo o que eu sonhara num homem para envelhecer ao meu lado, não queria ser pai!

 

 Chorei muitas vezes escondida pois também não queria ter um ou uma filha não desejada. Que fazer? Procurar outra pessoa? Não, nem pensar! Eu amo este homem com os seus defeitos e qualidades. Desistir de ter filhos? Também não era opção. Pensei que se existisse mesmo amor, o amor venceria tudo! E confiei na vitória do amor.

 

  Esperei quatro anos depois de conhecer o pai da Barbara até ao dia em que ele me falou nisso. Até ao dia em que ele me falou em termos um filho. Comecei a preparar as coisas para uma gravidez planeada. Comecei a fazer exames, ecografias, análises. Estava tudo bem. O médico disse que podia parar com a pílula que tendo em conta a idade, o facto de a tomar há muitos anos, levaria perto de uma ano.

 Nem dois meses se passaram e descobri que estava grávida. Fiquei eufórica mas a minha euforia e alegria talvez pela surpresa de uma gravidez tão próxima não foram partilhadas. Tentei de todas as formas entusiasmá-lo, mas conforme o tempo ia passando sentia que não ia conseguir.

 

 

Nem quando a Bárbara nasceu eu senti o entusiasmo e a euforia de outros pais. O tempo foi passando e a personalidade viva da Bárbara acabou por conquistar o pai. Que se transformou num pai babado.

 

No entanto, para mim, foi difícil as minhas pernas incharam-me imenso e tive que passar muitos dias de cama. Passei quase o primeiro mês da Bárbara deitada para me desincharem as pernas. A recuperação do parto foi má ao fim dom primeiro mês ainda me custava andar. Um dos pontos da epiosotomia não tinha cicatrizado e doía-me. A Bárbara não agarrava bem a mama e chorava noites sem fim. De dia por vezes bastava-lhe dormir quinze minutos para passar o resto do dia acordado. Eu comecei a sentir-me muito cansada e sem energia.

Nunca consegui recuperar o meu ritmo de trabalho. A minha casa nunca voltou a estar arrumada.

 Se precisava de ir a algum lado levava a Bárbara comigo, pois pouco tinha com quem ficasse. Até porque a Bárbara era amamentada e rejeitava o biberão mesmo que fosse leite do peito.

Passei três anos em ir a um cinema. Ainda hoje sinto o dobro do cansaço e dificuldade em recuperar o meu ritmo. Mas aprendi a voltar ser criança, a dar valor aos pequenos momentos, sons, gestos, carinhos. Reaprendi a brincar.

  Todos os meus planos giram em primeiro lugar em torno da minha filha e perdi a minha identidade para me transformar na mamã da Babá de quem tanto me orgulho.Mesmo que ás vezes me deixe de cabelos em pé.

 Rezo para ver a minha filha crescer.

  Talvez me sinta com menos energia para fazer as coisas do que se tivesse sido mãe mais cedo. Mas nunca me arrependi, pelo contrário se não repetir a dose será por falta de condições. Por isso a quem pensa que perdeu a oportunidade de ser mãe por ainda não ter tido a oportunidade desejada, e pensa que já tem idade demais, eu digo não desistam. Confiem em vocês, nos vossos desejos, na medicina e para quem acreditar , em Deus.

 

Pois ser mãe é divino em qualquer idade...

 

 texto publicado também no clube mammy

crónica da Mamã Gansa às 13:01
link do post | Diga à Mamã Gansa | o que disseram à mamã (7) | Ena pá isto é muito giro
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008

Amor com amor se paga

-Anda embora peste rabina!

- Tu mamã é que és peste rabina.

-Eu digo-te!!

 

 

Entre abraços e beijinhos:

- vamos tesourinho da mamã!

-sim, tu também és o meus tesourinho mamã!

 

- coisa boa da mamã!

crónica da Mamã Gansa às 11:28
link do post | Diga à Mamã Gansa | o que disseram à mamã (5) | Ena pá isto é muito giro
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

O Regresso a Rio Maior

Para quem não sabe sou professora.Em consequência disso quando a Bá tinha 6 meses fui colocda em Rio Maior.Uma pequena cidade simpática do Interior,mas onde apenas gosto de lá passar uns dias.Foi uma ano complicado,mas que acabou por deixar algumas boas recordações também. Nunca pensei emocionar-me tanto ao ver a minha filha correr nas ruas onde cresceu durante seis meses. Ouvir todo sdizerem que ela estva linda e grande e recordarem-se de como era pequenina.Mas um dos momentos mais bonitos foi a visita às salinas, onde encantad nos primeiros minutos nem se quis virar para trás para as fotografis e eu continuo a achar que ficaram lindas,mesmo que aminha joia esteja costas.

 

crónica da Mamã Gansa às 21:38
link do post | Diga à Mamã Gansa | o que disseram à mamã (4) | Ena pá isto é muito giro
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008

Como ganhar paredes artísticas ou cenas da vida de mãe

Querem uma parede decorada artisticamente? É simples.Tem-se em casa uma filha que acha que é artista e o mundo é uma enorme tela. Distraímo-nos por alguns minutos na nossa vidinha deixando a criança dar largas à sua criatividade com os seus marcadores novos, até porque lhe dissemos para fazer um desenho que a mamã está ocupada. Como a TV está ligada e não estamos a ver o que está a dar, pensamos que os barulhos estranhos vêm de lá. Et voilá!...Quando levantamos  a cabeça as paredes estão melhoradas pela criatividade artística da criança. Mãe em estado choque ralha com a filha. A filha chora:

- Mas tu mandaste fazer um desenho!

-No caderno filha!

 

Lá lhe dei atenção, abracinhos e beijinhos.

 

Filha eu sei que tu és uma artista e o mundo para ti uma enorme tela mas por favor não voltes a pintar as paredes da casa à mãe!

 

sinto-me: sem saber se choro se rio
crónica da Mamã Gansa às 11:46
link do post | Diga à Mamã Gansa | o que disseram à mamã (6) | Ena pá isto é muito giro
 O que é? |  O que é?

Crónicas gosta de

Andamos por aqui...